36. José Cid “José Cid” (1971)

Este é o número 36 da lista “100 Discos Daqueles que Raramente Aparecem nas Listas”… Foi editado em 1971 e representou a estreia a solo de José Cid, numa altura em que ainda integrava o Quarteto 1111. O disco é um caleidoscópio de acontecimentos e sublinha o gosto por caminhos experimentais nesta etapa do pop/rock feito em Portugal.

35. Rodriguez “Cold Fact” (1970)

Este é o número 35 da lista “100 Discos Daqueles que Raramente Aparecem nas Listas”… Foi editado em 1970 e representou a estreia de um cantautor americano quase ignorado, mas que obteve sucesso colossal na África do Sul. Contudo, só foi devidamente (re)descoberto com um documentário sobre a sua vida estreado em 2012.

31. Bee Gees “Odessa” (1969)

Este é o número 31 da lista “100 Discos Daqueles que Raramente Aparecem nas Listas”…. Foi editado em 1969 e representou um esforço de grande ambição dos Bee Gees que não seria reconhecido no seu tempo. Um álbum concetual com temperos folk, country, prog e aromas ainda próximos do modo como o psicadelismo marcou a pop dos 60s.