Philip Glass, “Facades” (1982)

Lado A: Facades

Lado B: A Gentleman’s Honour

(CBS, 1982)

Foi ao som do álbum Glassworks, de 1982, que Philip Glass deixou claro que não acreditava em fronteiras entre géneros. Glassworks é um conjunto de seis peças para ensemble expressamente criadas para o formato de um álbum.

O disco chegou às lojas em 1982 e cativou atenções, estabelecendo-se como uma das suas maiores referências, sobretudo pelo modo como abriu portas de contacto entre os universos (leia-se os públicos) da pop e os da música de vanguarda.

E porque não um single? Assim o fez, escolhendo Facades, uma das faixas do álbum e lançando-a a 45 rotação nesta peça que hoje é coisa para colecionadores.

No lado B lançava, em jeito de avanço, A Gentleman’s Honor, canção que surgiria, em 1983, no seu álbum seguinte e no qual reunia a música composta para um trabalho criado para artes performativas: The Photographer.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.