Johnny Cash “Johhny Cash with His Hot and Blue Guitar” (1957)

Johnny Cash vivia em Memphis, no Tennessee quando, em meados dos anos 50, tinha a música como passatempo noturno, já que as horas do dia eram entregues ao trabalho de vendedor de aparelhos eletrodomésticos e a uma preparação para, um dia, vir a ser locutor de rádio… Numa ocasião rumou, juntamente com o guitarrista Luther Perkins e o baixista Marshall Grant (com quem habitualmente passava os serões), aos estúdios da Sun Records, fazendo uma audição na qual cantou temas de gospel. Era a música que mais habitava o seu mundo desde criança, tendo chegado mesmo a cantar na igreja. Mas Sam Phililips, o patrão daquele estúdio local, explicou-lhe que já não editava gospel… Como resposta o músico que nascera J.R. Cash e que nos dias passados na tropa mudara o nome para John R. Cash, apresentou alguns novos temas numa linha mais próxima do emergente rockabilly… Sam Phillips gostou, integrou-o no catálogo e, em junho de 1955, Hey Porter e Cry, Cry, Cry, surgiam no formato de single com a mítica etiqueta amarela. E logo aí surgia nova mudança de nome: nascia Johnny Cash.

Por alguns meses Johnny Cash foi colega de Elvis Presley no catálogo da Sun Records. Mas tal como ele acabou por partir cedo para uma editora com mais meios e possibilidades. A mudança ocorreu apenas após a edição de um primeiro álbum no qual, a singles que editara entre 1955 e 1956, juntou mais alguns temas e que serve de perfeito retrato do que foi o seu início de carreira discográfica.

Editado com o título Johhny Cash with His Hot and Blue Guitar, o disco (que foi um dos primeiros LP lançados pela Sun Records) junta ao cantor os dois companheiros que já o acompanhavam quando ainda trabalhava de dia como vendedor e teve o próprio Sam Phillips como produtor. O alinhamento reflete a presença tanto da country como de formas próximas do rockabilly. Clássicos seus como Cry, Cry, Cry, Country Boy, Folsom Prison Blues ou I Walk The Line fazem parte do alinhamento que, juntamento com o álbum seguinte Sings The Songs That Made Him Famous, retrata a etapa que o músico viveu na Sun Records.

“Johhny Cash with His Hot and Blue Guitar” teve edição original em LP pela Sun Records em 1957. Houve diversas reedições desde então. Uma delas, em 2003, pela Varèse, mostrou (em CD) um alinhamento que acrescentava ao original temas contemporâneos que haviam sido lançados em singles.

Da discografia de Johnny Cash vale a pena descobrir álbuns como:
“The Fabulous Johnny Cash” (1958)
“Ride This Train” (1960)
“American Recordings” (1994)

Se gostou, experimente ouvir:
Hank Williams
Carl Perkins
Gene Autry

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.