Memórias dos Beloved (antes dos discos que fizeram história)

Lançado originalmente em 1987, o primeiro LP dos Beloved reunia canções que então surgiram em singles e máxis. Uma edição especial junta maquetes e gravações raras para mostrar o passado “indie” de uma banda que depois escreveu belas páginas de elegância pop. Texto: Nuno Galopim

Durante anos contava-se uma história com sabor a mitologia visionária a propósito da génese dos Beloved. Diza-se que John Marsh (vocalista e principal força criativa da banda) tinha colocado um anúncio em 1983 a avisar que, daí a três anos, quem quisesse fazer algo “maravilhoso” o poderia encontrar às tantas horas num certo local em Covent Garden… Afinal era mesmo mitologia, confessou recentemente… E para descobrirmos o passado do grupo, que marcou sobretudo a aurora dos anos 90 através de discos que cruzavam ecos de novas descobertas da música de dança com a alma da canção pop, nada como espreitar o álbum que a Cherry Red acaba de reeditar.

Originalmente lançado em 1987 Where It Is juntou no formato de um LP (então acompanhado por um sete polegadas de bónus) as canções que os Beloved tinham gravado até ali, algumas delas lançadas entre lados A e B de primeiros lançamentos a 45 rotações. Os Beloved não eram ainda a banda moldada por elegância e eletrónicas que depois apresentaria canções como The Sun Rising ou Sweet Harmony. Estavam na verdade muito mais próximos da stendências que então dominavam a cena indie brirânica. E, de resto, não escondiam, no single de estreia A Hundred Words (de 1986), um piscar de olho às visões dos The Smiths. Mais adiante, em temas do single e máxi de This Means War fazem notar uma aproximação a ecos dos primeiros passos dos New Order. E é precisamente entre sinais de evolução dançável da música dos New Order que em 1987 rumam a Forever Dancing, single que parece anunciar sinais de uma aproximação aos espaços da música de dança.

Essa é a história que esta reedição de Where It Is apresenta. Agora em formato 2CD o disco junta ao alinhamento original (que decorre dos quatro primeiros singles e EPs de 1986 e 87) uma série de extras, muitos deles recolhidos em …So Messed Up e Led By The Nose, maquetes que o grupo então apresentou apenas na forma de cassetes. Pena que Loving Feeling / Acid Love, single (e máxi) de 1988 que assinala a sua transferência para a Wea, fique já de fora tanto desta reedição como de Happiness, o álbum de 1990 que apresentaria uns novos (e bem mais interessantes). Quem sabe, depois deste reencontro com o primeiro álbum dos Beloved, o passo seguinte aponta a uma reedição (que já tarda) desse belíssimo Happiness.

“Where It Is”, dos Beloved, está disponível numa reedição, em format de 2CD, pela Cherry Red.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.