5 dias, 5 discos… Homenagens a Ian Curtis e aos Joy Division (parte 5)

Passaram esta semana 40 anos sobre o desaparecimento de Ian Curtis, vocalistas dos Joy Division, que o tempo transformaria numa das figuras da música mais influentes da sua geração. O suicídio, na véspera de uma digressão americana, ditou um fim abrupto para o grupo, que tinha já gravado (mas ainda não editado) um segundo álbum, que chegaria às lojas pouco depois… 40 depois, os ecos da memória de Ian Curtis ainda se fazem notar… E por isso vamos evocar aqui cinco entre as muitas manifestações de admiração que sucessivas gerações de músicos, dedicaram a Ian Curtis.

Vamos recordá-las aqui, ao ritmo de uma por dia…

Kings Of Convenience “The Eternal”

(lado “B” em CD Single, 2001)

Ainda em início de carreira discográfica internacional, os noruegueses Kings Of Convenience incluíram várias versões no alinhamento das edições em CD single de Failure. Entre elas surge esta canção, originalmente apresentada no alinhamento do álbum Closer, de 1980. No CD2 de Failiure ouve-se ainda Free Falling de Tom Petty, esta numa gravação ao vivo.

Antes apresentámos já estas outras versões:

Grace Jones “She’s Lost Control”

(lado B de um single, 1980)

O single Private Life foi o terceiro extraído do álbum Warm Leatherette, que abriu a etapa pós-disco na discografia de Grace Jones. Editado em finais de junho, cerca de mês e meio depois da morte de Ian Curtis, o single apresentava no lado B uma das primeiras versões de um tema dos Joy Division por um nome de perfil maior. Grace Jones escolheu She’s Lost Control, canção originalmente apresentada no álbum Unknown Pleasures, de 1979. Com produção de Chris Blackwell e Alex Sadkin, a abordagem de Grace Jones levou a canção para outros terrenos, experimentando o dub.

Swans “Love Will Tear Us Apart”

(EP, 1988)

No intervalo entre os álbuns Children of God (1987) e Burning World (este correspondendo a uma breve etapa de vida da banda numa editora multinacional, nomeadamente a MCA), os nova-iorquinos Swans apresentaram um EP que juntava duas leituras distintas para Love Will Tear Us Apart dos Joy Division, uma na voz de Michael Gira (a Red Version) e outra cantada por Jarboe (Black Version). Houve edições com capas a vermelho e negro, colocando no lado A de cada uma a versão respetiva. Os dois restantes temas do alinhamento correspondem a versões acústicas de canções do álbum de 1987.

LCD Soundsystem “No Love Lost”

(lado B de um single promocional, 2007)

Uma das canções de An Ideal For Living, o histórico EP de apresentação dos Joy Division, foi abordada pelos LCD Soundsystem e estreada em disco no lado B de um single promocional de All My Friends, em 2007. Esta versão surge ainda em alguns CD singles promocionais dessa mesma canção). O single de 7 polegadas, sem capa, tornou-se uma peça de colecionador com preços acima dos 70 euros.

Hot Chip “Transmission”

(Compilação, 2009)

O disco de recolha de fundos para a War Child lançado em 2009, era todo ele feito de versões. Entre o alinhamento surgia esta abordagem dos Hot Chip a Transmission, assimilando a canção, transportando-a para um mundo pop mais luminoso (sobretudo na abordagem vocal), mas não dispensando um baixo musculado que, juntamente com a bateria, garante a pulsação firme da canção.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.