João Ervedosa (Shcuro)

DJ, músico e produtor, João Ervedosa (Shcuro) é ainda o responsável pela editora Discos Paraíso que, entre vários títulos, lançou recentemente a série (em quatro cassetes) “Rave Tuga”, que juntou gravações de referência da dance music feita em Portugal. Hoje fala dos discos que tem em casa.

Qual foi primeiro disco que compraste?

Na primeira vez que comprei discos com o meu dinheiro trouxe 2 para casa, o ‘Vanishing Act’ do Jeff Mills e um V.A. da Remote Audio ‘Control Freaks: Part 1′ – electro e breakbeats. Continuo a adorar ambos e passo-os regularmente.

E o mais recente?

Em boa verdade foi uma oferta de um grande amigo. Uma compilação do DJ Morpheus para a Musique Pour La Danse chamada ‘Beauty Now For The Future [Lysergically United]’.


O que procuras juntar mais na tua coleção?

Coisas antigas que não existam em formato digital.

Um disco pelo qual estejas à procura há já algum tempo.

O primeiro EP (homónimo) dos Buraka Som Sistema. Tive-o na mão numa loja no Bairro Alto na altura saiu e acabei por não o trazer comigo porque queria mais do que podia pagar. Passado algum tempo esgotou e de tempos a tempos tento compra-lo. Ainda não consegui. (edit: não resisti e acabei de o encomendar do Discogs!)

Um disco pelo qual esperaste anos até que finalmente o encontraste.

Vainqueur ‘Lyot’

Limite de preço para comprares um disco… Existe? E é quanto?

Não faz muito sentido para mim gastar muito dinheiro num disco. Acho que nunca gastei mais de 30€ num disco (e foi um duplo).

Lojas de eleição em Portugal…

Não tenho propriamente lojas de eleição mas adoro procurar por discos “perdidos” na cave da Carbono e em lojas de 2ª mão.

Feiras de discos.

Frequentas?Pontualmente. Com mais frequência recentemente. Culpa tua! 🙂 (NR. aqui o autor do site diz: “true”).

Fazes compras ‘online’?

Sim, a maior parte. Especialmente no Bandcamp e Discogs.

Que formatos tens representados na coleção?

12’’, 10’’, 7’’, acetatos, CDs, algumas cassetes e DATs. E digital, obviamente!

Os artistas de quem mais discos tens?

The Doors, Missy Elliott, Basic Channel, Jeff Mills, Robert Hood, Junior Vasquez.

Editoras cujos discos tenhas comprado mesmo sem conhecer os artistas…

Umas quantas. Assim à cabeça: Wackie’s, Tribal America, Axis e Basic Channel.

Uma capa preferida.

Thom Yorke ’Suspiria’.

Uma disco do qual normalmente ninguém gosta e tens como tesouro.

Um disco de remisturas do DJ Vibe (na altura Tó Pereira) para faixas do Pedro Abrunhosa.

Como tens arrumados os discos?

Não vamos falar sobre isso. “Arrumados” não é a palavra certa…

Um artista que ainda tenhas por explorar…

Boy Harsher, adoro tudo o que conheço delxs mas ainda tenho bastante por explorar.

Um disco de que antes não gostasses e agora tens entre os preferidos.

Clipse ’Hell Hath No Fury’.

Já compraste discos que, afinal, já tinhas? E o que fazes com os discos repetidos?

Mais vezes do que devia! Normalmente ofereço-os a amigxs.

Há discos que fixam histórias pessoais de quem os compra. Queres partilhar um desses discos e a respectiva história?

Ao comprar um 12’’ numa loja no Bairro Alto, chego a casa e tiro-o da capa para o por a tocar. De dentro da capa cai um 7’’. O ‘Daft Punk Is Playing At My House’ dos LCD Soundsystem.

Um disco menos conhecido que recomendes…

Neugeborene Nachtmusik / Onont Kombat ‘Split’ na Ordo Viatorum.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.