Uma gravação ao vivo para recordar o festim em palco da “Purple Rain Tour”

Originalmente apresentada em televisão e depois em suportes de home video, a gravação do áudio de um concerto a 30 de março de 1985 tem pela primeira vez um lançamento oficial. O som foi remasterizado. Texto: Nuno Galopim

Se devemos ao filme e aos telediscos um papel marcante na consolidação global da visão muito pessoal de uma pop híbrida e desafiante (com sabores que iam da soul e do electro ao rock) que Prince apresentou em Purple Rain, coube depois à vida que estas canções tomaram na estrada a confirmação de que, mesmo agora sob uma visibilidade mainstream, as formas eventualmente fixadas em gravações nunca eram definitivas na obra do músico. Os concertos representavam sempre um espaço de ação e reconstrução, num festim suportado por uma banda de excelência (os Revolution) e sob o pulso firme do “maestro” que, guitarra a tiracolo, comandava ali mesmo, no calor do palco, todas as operações.

         Uma gravação da Purple Rain Tour aconteceu já na reta final da digressão iniciada em finais de 1984 e que cumpriu 96 datas até 7 de abril de 1985, a poucas semanas do lançamento de Around The World in a Day, álbum no qual Prince deixou claro que não ia repetir as ideias do disco que lhe dera estatuto global. A 30 de março de 1985, no Carrier Dome (em Syracuse, no estado de Nova Iorque), a atuação captou uma banda segura e há muito no pleno domínio das ideias em jogo nesta tour.

         O alinhamento (que não era fixo de noite para noite tendo, contudo, um corpo central permanente) apresenta a totalidade do alinhamento de Purple Rain, recorda algumas canções de 1999 e Controversy, junta três temas lançados em lados B de singles e revela ainda Possessed, canção registada nas sessões do álbum de 1984 mas que, no registo de estúdio, permaneceria no arquivo The Vault até ver a luz do dia na edição “expandida” do álbum de 1984 lançada em 2017. O clima é festivo, o fulgor é evidente e, sobretudo na reta final, quando se sucedem sete temas de Purple Rain, Prince constrói (com os músicos), um crescendo de intensidade crescente que culmina com abordagens bem longas tanto ao festim pop funk de Baby I’m a Star como ao hino maior que apresenta, a fechar, em Purple Rain.

Esta gravação começou por ter expressão num programa para exibição televisiva, conheceu edição em suportes de home vídeo e, nessa mesma reedição de 2017, surgia já como extra num DVD. Agora, apoiada com uma campanha promocional que se baseou na disponibilização online do filme-concerto durante o último fim de semana, eis que chega às plataformas uma edição digital deste mesmo registo ao vivo… Para os colecionadores de discos há que esperar ainda por uma eventual individualização da edição num suporte físico de áudio. Contudo, elementos desta mesma gravação de 30 de março de 1985 surgiram já em alguns bootlegs, tanto em vinil como em CD.

“Live at Carrier Dome – Syracuse NY, March 30, 1985”, de Prince & the Revolution, está agora disponível nas plataformas digitais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.