Uma coleção de “rapidinhas” com a assinatura dos Magnetic Fields

Encontrando uma vez mais uma enorme diversidade de formas sob um mesmo conceito, o grupo comandado por Stephin Merritt acaba de lançar “Quickies”, uma coleção de 23 canções, umas curtas, outras curtíssimas, mas com um sabor sempre familiar. Texto: Nuno Galopim

Stephin Merritt gosta de arrumar as ideias. E quando faz música ora a distribui por uma das suas quatro bandas (Magnetic Fields, Gothic Archies, The 6ths e Future Bible Heroes, tendo também já editado a solo), ora a molda em ciclos que podem ser definidos não apenas por temas, mas muitas vezes mais por formas, por abordagens estéticas… Uma vez, em conversa, ele mesmo me explicou: “O que gosto de fazer é ter canções que sejam de um género, mas que não tenham nada a ver umas com as outras. Enquanto, hoje, muitas pessoas escrevem canções mais parecidas. E juntam canções mais parecidas entre si num mesmo álbum. Prefiro ter variedade. E porque gosto dessa variedade procuro então algo que garanta a coesão do álbum. Penso que esta é uma boa ideia”.

Apesar da dispersão de criações por várias frentes, é nos Magnetic Fields que tem concentrado o tutano mais suculento da sua obra. E se numa fase inicial (que corresponde aos álbuns editados nos anos 90) explorou as formas da canção pop em busca de uma voz, chegado a 1999 definiu no sublime 69 Love Songs um primeiro grande ciclo concetual, apresentando um disco triplo (originalmente em suporte de CD) com 69 canções de amor (sob uma enorme diversidade de abordagens). No álbum seguinte, ao qual chamou simplesmente I (2004), apresentou 14 canções cujos títulos começavam com a letra “i”. Seguiu-se um díptico Distortion (2008) / Realism (2010), o primeiro explorando o potencial da distorção nos instrumentos, o segundo apostando em registos acústicos. Em 2017 surgiu 50 Song Memoir, um ciclo de dimensão maior, com o fôlego do álbum de 1999, assinalando o 50º aniversário do músico com uma canção por cada ano da sua vida.

Três anos depois um novo capítulo na vida de Stephin Merritt e dos Magnetic Fields surge agora na forma de uma coleção de pequenas canções, a mais curta com 13 segundos, a mais extensa com 2’35”… Chamou-lhe Quickies (ou seja, rapidinhas)… E mesmo não trazendo nada de absolutamente novo à obra dos Magnetic Fields (afinal já havia, por exemplo, quatro canções com menos de um minuto em 69 Love Songs), a verdade é que corresponde a mais um ciclo plástica e formalmente coerente. Soa a Magnetic Fields… E a caminho das três décadas de carreira, ter uma “voz” e saber mantê-la viva já é motivo suficiente para encontrar motivos para os voltar a querer escutar.

A ideia destas “rapidinhas” começou alimentada pelo gosto de Stephin Merritt em ler contos e por uma admiração pelas pequenas palavras (por vezes com grandes significados) que ele mesmo explorou no livro 101 Two Letter Words, publicado em 2014. Entre experiências exploratórias para um instrumento, notas escritas num pequeno caderno e “curtas” narrativas foram nascendo as 23 canções que agora escutamos em Quickies, disco para já com expressão digital e que, brevemente, terá versão em suporte físico numa caixa com cinco singles (de sete polegadas) em vinil.

O humor corrosivo e witty de Stephin Merritt está presente em canções que, mesmo curtas, podem exigir tempo para as digerir. Do mundo da política e dos políticos a situações pessoais e vivenciais, eis novas (pequenas) histórias e reflexões a juntar a uma obra que, de facto, há muito achou a “voz” autoral em tempos procurada. A abordagem instrumental é também familiar, juntando não apenas os elementos dos Magnetic Fields (além de Stephin Merritt são eles Sam Davol, Claudia Gonson, Shirley Simms e John Woo) e colaboradores de lonha data como Chris Ewen, Daniel Handler e Pinky Weitzman.

“Quickies”, dos Magnetic Fields, está disponível nas plataformas digitais numa edição da Nonesuch. A caixa com cinco singles em vinil será editada dia 29.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.