If Music (Londres)

Não tem porta para a rua, pelo que é preciso tocar uma campainha antes de entrar na If Music, uma loja do Soho londrino que tem como dono um antigo DJ. O jazz tem ali um papel principal, mas a oferta inclui sons de muitos outros mundos ao seu redor. Texto: Nuno Galopim

Quem andar pela rua, reparando nas portas e montras não vai, num primeiro olhar, encontrar nada… Número 12? Então não há loja no número 12?… Nada como não desistir e olhar para o edifício… E, de facto, as janelas do segundo piso mostram o logotipo e o nome da loja que procurava… a If Music. É preciso tocar a uma campainha… E a voz, do outo lado, nem parece ser entusiasmante no primeiro contacto? Pergunta ao que vou… Lá explico. O trinco solta-se, subo um lance de escadas e aquele aparente filtro começa aos poucos a fazer sentido… O espaço é como uma sala de uma casa. Confortável. Tranquilo… Com pouca gente de cada vez (isto mesmo antes das regras de saúde pública o terem sugerido). E em defesa desse ambiente e sabendo que aquela é uma loja destinada a um público específico, as questões lançadas pelo dono antes de abrir a porta afinal não procuram senão manter a paz e o sentido da música que ali mora.

O dono da loja não é uma figura desconhecida. Antes pelo contrário. Chama-se Jean-Claude Thompson e teve uma importante carreira nos anos 80 e 90 como DJ. Foi depois um dos elementos da dupla The Amalgamation of Soundz, que chegou a atuar em Glastonbury e a ter uma residência no Fabric. Durante algum tempo geriu o Jazz Lounge e passou pela loja de discos Release The Groove antes de apostar neste espaço como aquele ao qual ainda hoje se entrega diariamente. Através da If Music criou uma das lojas de discos com personalidade mais bem demarcada em Londres, sendo que é uma das poucas que ainda hoje mantém o Soho como um bairro a visitar por diggers que passem pela cidade.

A loja tem o jazz como protagonista, mas encontra aí não um universo fechado mas, antes, um ponto de partida para outras possibilidades que estão igualmente ali representadas. Da eletrónica à world music, do hip hop ao funk, um pouco de clássica ou reggae, música de África ou do Brasil… A seleção vinca diversidade, numa oferta que tanto propõe novas edições (o vinil aqui é quem mais ordena), mas que guarda alguns espaços para discos usados.

Os cartazes nas paredes, os gira-discos junto à janela sobre a D’Arblay Street, os sofás, complementam o que as capas expostas nos têm para contar. Mas o valor maior da loja é mesmo a presença do próprio Jean-Claude Thompson. Pergunta-nos sobre o que gostamos… Escuta nomes, títulos… E em minutos tem nas mãos uma pilha de sugestões que transforma na banda sonora da loja enquanto ali estamos… Dei por mim a trazer os discos que procurava. Mas, acima de tudo, a descobrir ou redescobrir pérolas, desde reedições que nem tinha notado que haviam ocorrido a preciosidades que desconhecia (não falo aqui de edições raras procuradas por colecionadores, mas de música que desconhecia e que, a bom preço, acabei por comprar).

Num tempo em que viajar não mora nos nossos planos de possibilidades, a If Music tem um serviço online que vale a pena visitar e que dá conta da oferta da loja. Não traduz contudo a experiência de ali estar, pelo que, num regresso a Londres é, claramente, local a (re)visitar.

If Music

D’Arblay Street, Nº 12 – 2º andar

Soho – Londres (Reino Unido)

Horário

De segunda a sábado, das 11.30 às 19.30

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.