Lipps Inc “Funkytown” (1980)

O projeto nasceu da ideia de um DJ de Minneapolis. Editaram o álbum de estreia em 1979 e no seu alinhamento estava escondida uma canção que seria um dos hinos do verão de 1980. Editaram discos até 1985, mas poucos lhes voltaram a dar atenção… Texto: Nuno Galopim

Há listas, playlists e até mesmo livros dedicados àqueles artistas que, mesmo tendo lançado alguns discos, na verdade não sejam senão lembrados por uma única canção. Um bom exemplo ‘one hit wonder’ do verão de 1980 (ou seja, de há 40 anos) são os Lipps Inc, banda da qual invariavelmente as memórias apontam a uma canção: Funkytown.

         O projeto nasceu de uma ideia de um DJ de Minneapolis que então tinha o ‘disco’ como banda sonora dos seus ‘sets’. Steven Greenberg queria também ele criar as suas canções ‘disco’. E é durante as audições que leva a cabo para encontrar vozes que descobre Cynthia Johnson, nascendo então um duo ao qual chamam Lipps Inc mas que rapidamente cresce para uma formação mais alargada. Estreiam-se em 1979 com Rock It, uma canção que chega a arranhar uma passagem pela segunda metade da tabela da Billboard (sobe ao número 64) e que abre caminho à edição de um álbum, Mouth To Mouth, que chega às lojas de discos em novembro desse ano. É no alinhamento do álbum (na verdade apenas incluía quatro temas, todos eles de minutagem alargada) que surge a proposta para um segundo single. Dos mais de sete minutos da versão original criam um ‘edit’ mais amigável para as estações de rádio… Mas ninguém imaginava que, chegados ao verão de 1980, essa canção estivesse nas bocas do mundo (e nas pernas, que a dançavam).

         Funkytown teve edição em single em março de 1980. Revelava um fulgor ‘disco’ na alma rítmica (e nos arranjos de cordas), mas era sobretudo dominado pelas luzes e brilhos da emergente linguagem ‘electro’. Levou algum tempo a fazer-se ouvir. Mas quando o calor chegou esse ano ano viu-se transformado num êxito colossal, escutado de dia na rádio e de noite nas pistas de dança. Em julho de 1980 chegou ao número 2 no Reino Unido. Nos EUA tinha já ocupado o número um entre maio e junho. O número um foi alcançado em muitos outros países, somando um total de vendas na casa dos oito milhões de singles. Mas quando, semanas depois, o single The Gossip Song chegou às lojas, as atenções já estavam voltadas para outros lados. E daí em diante a discografia dos Lipps Inc não conheceu senão uma atenção residual, tanto para os álbuns Pucker Up (1980), Designer Music (1981) e 4 (1983) como para os vários singles que continuaram a lançar até 1985.

Cynthia Johnson deixou o grupo ao fim de alguns discos editados, tendo a formação dos Lipps Inc conhecido outras vozes, assim como vários rostos em algumas das suas passagens por programas de televisão.

Para quem quiser conhecer mais algumas canções dos Lipps Inc aqui ficam umas sugestões… Mas na verdade acreditem que ficam bem melhor apenas ao som de Funkytown…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.