Nusrat Fateh Ali Khan e Michael Brook “Night Song” (1996)

O segundo álbum criado conjuntamente entre o paquistanês Nusrat Fateh Ali Khan e o canadiano Michael Brook é um dos melhores exemplos de uma vontade de colocar mundos e culturas em diálogo que floresceu na idade de ouro da world music. Texto: Nuno Galopim

O cantor paquistanês Nusrat Fateh Ali Khan (1948-1997), expoente maior do qwaali, tinha já uma expressiva discografia e atuava em palcos internacionais quando, durante o processo de criação da banda sonora de A Última Tentação de Cristo, de Martin Scorsese, Peter Gabriel o toma como uma referência, chamando-o logo depois para integrar o catálogo da editora Real World, que, precisamente com essa banda sonora, dava os seus primeiros passos. Em 1989 o cantor estreava-se na editora com o álbum de recorte mais “tradicional” Shahen Shah, que logo amplificou globalmente não só uma consciência sobre este canto tradicional daquela região do globo como deu a conhecer a um público igualmente vasto uma voz que rapidamente se tornou referência entre os que seguiam os rumos da world music (e vale a pena lembrar aqui que, entre finais dos anos 80 e a década de 90, as músicas do mundo mereceram espaço mais alargado do que nunca não apenas nos escaparates das lojas de discos mas também nas páginas da imprensa dedicadas aos novos lançamentos). Um ano depois desse primeiro álbum na Real World, Nusrat Fateh Ali Khan revelava, num novo disco (apenas a si creditado) um outro desafio na forma de uma colaboração com o músico canadiano Michael Brook. As ousadias, que tiveram também expressão numa remistura dos Massive Attack para Mustt Mustt (o tema dava título ao álbum) revelavam novas possibilidades que o diálogo de músicas e culturas podia lançar… E curiosamente uma das maiores consequências do impacte de Mustt Mustt teve a ver com uma descoberta, entre os próprios jovens paquistaneses, das tradições de que Nusrat Fateh Ali Khan era já reconhecido como a maior voz.

Depois de Mustt Mustt voltou a editar discos maios tradicionais de qwaali. Até que, em meados dos noventas, Peter Gabriel o convidou a uma nova parceria com Michael Brook. E se no disco de 1990 tinham tateado novas possibilidades, em Night Song abriram horizontes, um pouco como poderíamos comparar o alargar da velha projeção de cinema à chegada do cinemascope… Os horizontes nunca tinham sido tão vastos… Mas na verdade gigante mesmo foi o labor envolvido no processo de criação do disco.  

Michael Brook só depois de Mustt Mustt reparou que as mais desafiantes improvisações vocais de Nusrat Fateh Ali Khan aconteciam quando o tempo se alargava (e não em temas de curta duração). Criou então nove bases de trabalho, das quais vez loops (à maneira antiga, com fita numa bobina), sobre os quais o cantor libertou o canto… Mal imaginara Michael Brook o cabo dos trabalhos em que se tinha metido, já que o processo de edição (com um velho gravador de bobinas de 24 pistas), o levou longas a sessões longas de escuta, corte, colagem e, só depois, criação da restante instrumentação. Só nessa etapa chamou a estúdio uma série de colaboradores, entre os quais o baixista (ex-Japan) Mick Karn.

A voz de Nusrat Fateh Ali Khan e as paisagens ambientais de Michael Brook unem-se aqui para criar um mundo que não esconde as marcas de origem, mas no qual encontramos uma geografia e uma paisagem que têm o sabor de uma boa narrativa de ficção. Juntos idealizaram um mundo (pacífico) do qual esta música pode ser banda sonora para um plácido serão. Foi elogiadíssimo e retratado como um exemplo “world music de fusão”. Independentemente dos rótulos a verdade é que, quase um quarto de século depois, Night Song não só é um dos melhores exemplos das possibilidades de diálogo que a música pode promover como mostra um sentido de ecumenismo que não fazia mal nenhum ser mais presente no mundo partido em várias rotas de divisão que vivemos no presente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.