Kraftwerk “Minimum Maximum” (2005)

Editado em 2005, o álbum ao vivo “Minimum / Maximum” é o registo da extensa digressão com a qual os Kraftwerk correram o mundo após a edição do disco de estúdio de 2003 que os devolveu à atividade. Texto: Nuno Galopim

Apesar de uma carreira de palcos que remonta aos primeiros tempos de vida do próprio grupo a ideia de editar um álbum ao vivo nunca morou entre as prioridades discográficas dos Kraftwerk durante longos anos. É importante notar que, mesmo sendo um projeto de intenso labor no estúdio, os Kraftwerk dedicaram sempre grande atenção ao desenvolvimento das suas performances ao vivo, com o tempo a tecnologia tendo tornado viáveis algumas das suas aspirações de outrora.

A capacidade em tornar portátil todo o estúdio Kling Klang, que caracterizou o regresso à estrada após a edição de Computer World, e a progressiva inclusão de novos suportes visuais a partir dos anos 90 abriram caminho para a visão de uma experiência audiovisual que tomou corpo depois da viragem do milénio na digressão que surgiu depois do lançamento do álbum de 2003 Tour de France Soundtracks.

Minimum Maximum (também disponível em DVD) é o registo dessa mesma digressão, juntando a versão em disco excertos de gravações efetuadas em atuações entre as cidades de Berlim, Varsóvia, Moscovo, Roma, Budapeste, Talin, Riga, Tóquio e São Francisco. O alinhamento segue a ordenação das canções tal e qual foram apresentadas em palco, omitindo a versão em disco a voz robotizada que anunciada chegada a palco dos músicos (que se escuta todavia no DVD).

Com uma importante presença de temas do álbum de 2003, mas recuperando uma série de faixas históricas – algumas delas próximas do registo revisto em The Mix – Minimum / Maximum inclui pela primeira vez num disco o tema Planet of Visions, na verdade uma evolução de Expo 2000. A introdução falada através de um vocoderSellafield 2, que se escuta antes de Radio-Activity, é também outra das estreias em disco do álbum.

Após uma multidão de bootlegs lançados ao longo dos anos, este disco correspondeu à primeira edição “oficial” de uma gravação live dos Kraftwerk.

Além da edição global do disco, há uma outra com alguns dos temas cantados em alemão, seguindo assim uma antiga tradição do grupo.

Esta gravação documenta a digressão que assinalou a primeira passagem dos Kraftwerk por palcos portugueses. Na verdade em 2004 o grupo visitou-nos duas vezes, a primeira a 2 de abril no Coliseu dos Recreios, a segunda a 8 de agosto no Festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.