Duran Duran “The Reflex” (1984)

Estava a digressão Sing Blue Silver em curso quando, depois de resolvidos os ciclos de vida de Union of The Snake e New Moon on Monday, o álbum Seven and The Ragged Tiger parecia destinado a começar a desaparecer gradualmente dos apetites dos grandes mercados mundiais do disco. Admiradores do disco sound (e dos Chic em particular), os Duran Duran contactaram Nile Rodgers depois de terem escutado uma colaboração do músico com os INXS. E entregaram-lhe a missão de pensar uma remistura para aquele que seria o terceiro single a extrair do álbum editado em finais de 1983.

The Reflex era a canção escolhida. E mal a escutou, Nile Rogers encontrou nela duas ideias a explorar. Uma delas estava escondida sob camadas de instrumentação: a voz dos coros cantando “cha la la la”… A outra seria uma manipulação da palavra que dava título à canção, explorando o seu som “fle fle fle fle flex”… Mal sugeriu as ideias ao grupo os Duran Duran acolheram-nas com entusiasmo. O mesmo não se pode dizer da Capitol Records, a editora do grupo nos EUA que, como nos conta a biografia de Steve Malins, reagiu mal, dizendo que a remistura de Nile Rodgers tinha feito os Duran Duram soar “demasiado negros”… O grupo lutou, contudo, pela remistura (na verdade duas, já que uma versão mais longa surgiu depois no máxi-single), que acabou por ser de facto editada no single, trepando imediatamente para o primeiro lugar em ambos os lados do Atlântico, transformando a canção no maior êxito do grupo até então e reativando as vendas do álbum.

Para o teledisco Russel Mulcahy cruzou imagens captadas durante a digressão com outras registadas, durante uma tarde num dia de atuação em Toronto. Do cruzamento das imagens e dos efeitos sobrepostos – explorando sempre o potencial da ideia do grande ecrã de vídeo sobre o palco – nasceram pistas que depois o realizador desenvolveria no especial As The Lights Go Down e no filme-concerto Arena.

Para o lado B do single (e do doze polegadas) foi recuperada uma gravação de uma versão de Make Me Smile (Come Up and See Me) de Steve Harley, captada aquando da passagem do grupo pelo Hammersmith Odeon em 1982.

Máxi-single UK e Europa continental
7″ Portugal (com poster)
7″ US e Canadá (com poster)
7″ Japão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.