Vários artistas “Top Jackpot” (1985)

Além da quadra de Natal, com habituais picos de vendas de discos (pelo menos assim a coisa o era por aqueles tempos), a chegada do verão começou a servir igualmente de momento para lançar, através de compilações de êxitos, propostas de banda sonora para fazer a festa nas tardes e noites da estação quente. E com o verão de 1985 pela frente, esta era a banda sonora proposta pela série Jackpot. Com o título Top Jackpot, uma nota no canto superior direito da capa a lembrar que era “anunciado na TV” e um “splash” a sublinhar o facto de estarem aqui “2 discos pelo preço de 1”, aqui ficava uma proposta de 28 canções sob uma capa que mostrava uma nova tendência de portabilidade para a música.

         Por aqueles dias propostas pop/rock de nomes estabelecidos com dimensão internacional eram já elementos fulcrais nestes alinhamentos. E por isso canções como Wild Boys dos Duran Duran (que abre o disco 1), It’s a Hard Life dos Queen, This Is Not America, de David Bowie com Pat Metheney, Still Loving You dos Scorpions (uma verdadeira praga), Missing You de Diana Ross, Edge of a Dream de Joe Cocker, Solid de Ashford & Simpson ou I Can’t Stand The Rain de Tina Turner surgem por aqui devidamente dispersos entre as quatro faces dos dois LP. A eles juntam-se canções de figuras que já tinham conhecido melhores dias mas ainda procuravam manter-se à tona das atenções como Sheena Easton, Kim Carnes, Corey Heart, Imagination e êxitos recentes com alguma expressão em pista de dança de Maria Vidal (Body Rock) ou Scotch (Disco Band). Nomes hoje algo esquecidos como Keats (uma aventura nascida entre músicos do Alan Parsons Project) ou o norte-americano Peter Wolf também passam por aqui.

         O departamento nacional é significativo em quantidade e diversidade de propostas, do êxito de Jorge Fernando nascido no Festival da Canção (Umbadá) à Tragédia da Rua das Gáveas de Vitorino, passando por Cara d’Anjo Mau de Jorge Palma, Só Para Mim de Alexandra, Cinderela de Carlos Paião, A Vida Num Só Dia dos Rádio Macau, O Verdadeiro Artista de Serafim Saudade (Herman José), Travessa do Poço dos Negros dos Trovante e Eu Tenho Um Sonho de Lena d’Água, sugerindo um panorama da pop ao popular, na verdade com maior diversidade do que o que chegava de fora.

         O alinhamento passava ainda pelo Brasil com Dalto e Vinicius Cantuária e pelo espaço do grande mercado latino com Luis Miguel, com o cantor mexicano, aqui, todavia, a cantar em italiano.

2 pensamentos

  1. Curioso que na edição seguinte “jackpot 1985” volta a aparecer o mesmo tema dos Rádio Macau. Peter Wolf era o vocalista da J. Geils Band. O alinhamento é um bocado fraquinho. Temas mais interessantes de muitos dos artistas aparecem noutras compilações próximas da série “jackpot”. Os temas mais interessantes de Corey Hart aparecem no J84-Sunglasses e J85-Never Surrender. Temos “Sempre Que o Amor Me Quiser” em J84 e a versão inglesa em J85. J84-The Reflex e J85-A View to A Kill. J84-What’s Love e J85-We don´t Need. J84-I Want To Break Free. [ J84-Me Gusta Tal Como Eres-Luis Miguel/Sheena ] J85-We’ve Got Tonight, J84-Menina Estás À Janela J84-Xácara Das Bruxas

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.