Duran Duran “Hammersmith ’82!”

Depois de editado em DVD, surgindo então o áudio como extra em CD, eis que surge finalmente em vinil, com capa individualizada, o registo de uma atuação dos Duran Duran na digressão de 1982, captada num palco londrino cheio de memórias. Texto: Nuno Galopim

Em novembro de 1982, com um estatuto de reconhecimento global recentemente sublinhado pelo impacte do álbum Rio, os Duran Duran subiram ao palco do (então) Hammersmith Odeon, mítica sala londrina, a mesma onde David Bowie havia encenado momentos históricos da mítica digressão que dera vida a Ziggy Stardust. Com uma transmissão televisiva para a BBC como objetivo, uma equipa registou então o concerto, do qual, ao longo dos anos, vários momentos foram chegando aos circuitos comerciais do disco e do vídeo. Primeiro em 1984, com a versão de Make Me Smile (Come Up and See Me), de Steve Harley e os Cockney Rebel, a surgir no lado B de The Reflex, mas então com um fade out precoce a não deixar escutar a canção até ao fim. Depois, em 2009, com uma edição em DVD que apresentava o filme do concerto, acrescentando (como extra) um CD com o áudio. Seguiu-se uma edição digital para as plataformas de setreaming, que na verdade juntou a estas gravações de 1982 uma série de registos de outros concertos captados na década de 80, dos quais apenas As The Lights Go Down (da Sing Blue Silver Tour, de 1983 e 84) está disponível numa edição em vinil, esperando as memórias de 1981, 1986 e 1988 por uma oportunidade semelhante. Hammersmith’ 82 já existia, portanto, enquanto lançamento físico em áudio (CD) e vídeo (DVD). Mas, integrado na lista de edições da Black Friday deste ano, eis que, finalmente, estas gravações chegam ao suporte de vinil.

Confrontando o alinhamento do duplo vinil com o que encontramos registado no setlist fm (que agrega, com rigor, informação do que foi tocado em palco), vemos que a ordem de apresentação não terá sido exatamente esta (se bem que seja estranho imaginar o “good evening” que precede Hungry Like The Wolf ser enunciado à oitava canção da noite (e não antes da segunda como se escuta em disco)… Quem lá esteve, caso se lembre, pode ajudar a tirar a dúvida.

O concerto, relativamente mais curto do que o que os Duran Duran estavam então a apresentar em plena Rio Tour, junta cinco canções do álbum de estreia, quatro do disco de 1982 e a já referida versão de Steve Harley. Dois dias depois, em Sheperton Mallet, por exemplo, juntariam ao alinhamento canções como Last Chance on The Stairway, Lonely in Your Nightmare, Sound of Thunder, Hold Back The Rain e My Own Way… A abordagem às canções é, mesmo assim, muito fiel ao que escutávamos nos discos já editados, notando-se ainda, face ao que o tempo acabaria por dar ao grupo, sobretudo algumas fragilidades nas vozes e no próprio músculo do som (apesar da produção de Ian Little). O entusiasmo do momento, contudo, é contudo uma presença notória que faz deste registo ao vivo um claro exemplo dos primeiros tempos de uma “duranmania” que dominaria a vida mediática do grupo até à pausa que chegou depois de A View to a Kill. Nota final para o grafismo da capa que, tal como a edição em DVD, segue a linguagem que caracterizou a etapa ligada ao álbum Rio.

“Hammersmith ’82” dos Duran Duran está disponível em 2LP, numa edição da Parlophone

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.